Rua Alagoas, Nº 251, Vila Rebelo , Garça / SP (14) 9 8154.0371 joaogabrieldesiderato@dcac.adv.br
Aumentar / Diminuir Fonte

O que é ser advogado(a) criminalista?

Fala pessoal, tudo bem?

 

Segue mais um artigo para leitura.

 

Praticamente todos os(as) advogados(as) criminalistas escrevem algum texto/artigo com esse tema que estou escrevendo hoje, eu mesmo, em outras oportunidades, escrevi algo parecido, que pode ser lido aqui e aqui.

 

Mas não se trata de um tema “batido”. É sempre importante lembrar, tanto ao leigo quanto ao militante a importância do advogado criminalista. 

 

A advocacia criminal, desde os primórdios, sempre sofreu e vai continuar sofrendo ataques de muitas instituições, bem como ser mal vista pela sociedade (na maioria das vezes) e por parte da imprensa.

 

O que me motivou a escrever sobre esse tema de hoje foi um trecho que li há uns três dias no livro Advocacia Criminal a Arte de Defender, obra do advogado criminalista Roberto Bartolomei Parentoni. 

 

O trecho em questão diz o seguinte:

 

“É segredo para alguém que pessoas honestas, corretas, sensatas existem em qualquer lugar, sendo o contrário também uma verdade?”.

 

Pois bem, não é demais lembrar que a advocacia criminal é uma profissão honrada, digna, extremamente importante na construção da nossa sociedade e deve ser exercida de forma honesta, íntegra e com dedicação de 200% de quem nela se arrisca a atuar.

 

Também é importante lembrar que, conforme disse Roberto Parentoni, pessoas desonestas existem em todas as áreas, classes sociais e profissões. 

 

Superado isso, o que tenho a dizer para quem está começando na lida é que a advocacia criminal é o ramo mais apaixonante e envolvente do direito.

 

Você vai viver um misto de emoções e sensações. Vai vibrar e se emocionar com as vitórias e, no mesmo dia, vai se despedaçar com as derrotas e injustiças. Vai se estressar algumas vezes, mas sempre vai se motivar e buscar incansavelmente o melhor para o seu cliente. 

 

Seu celular vai virar o seu escritório e você vai virar um assíduo amigo dos livros e pesquisas jurisprudenciais. Você vai passar noites e madrugadas na delegacia, acompanhando flagrantes. Tem dia que vais dormir muito pouco e não raras vezes vais trabalhar aos finais de semana e feriados.

 

Sim, não é fácil e estou aqui para te dizer a verdade. A rotina é cansativa, mas é a melhor e mais gratificante de todas. Fazer o que ama, lutar pelo que acredita, não tem preço. A justiça que buscamos é a mesma que acreditamos.

 

Não vou nem entrar no mérito financeiro, pois acredito que todos devem sim pensar em ganhar dinheiro, mas que essa não seja sua única motivação para entrar na advocacia criminal, pois digo sem medo que se estiver se aventurando somente por isso, vais se frustrar.

 

Se você entende tudo o que escrevi acima e gosta de lutar contra injustiças e defender, sempre e em primeiro lugar o direito, as leis e a Constituição Federal acima de tudo, você está preparado para ser advogado(a) criminalista.

 

Por hoje é isso, pessoal.  Espero que tenham gostado.

 

Forte abraço.

 

Escrito em 01/11/2021.


 

Tags: advogado criminalista advocacia criminal atuação

Mais Artigos que podem te interessar

Assine nossa Newsletter

Receba em seu E-Mail conteúdo de Qualidade?