Rua Alagoas, Nº 251, Vila Rebelo , Garça / SP (14) 9 8154.0371 [email protected]
Aumentar / Diminuir Fonte

Seja policial por um dia!

Olá, meu povo! Tudo bem com vocês? Espero que sim.

Sabiam que qualquer pessoa do povo pode ser policial? Calma que eu já explico. Não estou desmerecendo a classe policial que tanto admiro. Apenas fiz uma chamada de impacto. Kkk

É sabido que, para ingressar nas carreiras de policia (civil, militar etc.), a pessoa tem de realizar um difícil e concorrido concurso público com as devidas provas que todos já sabemos que existem (questões de múltipla escolha, teste físico, psicológico etc.).

Entretanto, existe uma atividade comum exercida pela polícia, que qualquer pessoa do povo pode fazer, qual seja: prender alguém!

É isso mesmo que vocês “ouviram”, meus amigos. Qualquer cidadão que estiver num determinado local e presenciar um crime, pode dar voz de prisão e prender o autor do delito.

O artigo 301 do Código de Processo Penal nos traz a base para essa afirmação:

“Art. 301. Qualquer do povo poderá e as autoridades policiais e seus agentes deverão prender quem quer que seja encontrado em flagrante delito.”.

Nota-se: “qualquer pessoa do povo poderá”. É neste trecho do artigo citado acima que está contida a norma que prevê a possibilidade de qualquer cidadão efetuar a prisão de alguém.

Mas, frisa-se: prender alguém não é uma obrigação do povo, haja vista que a própria conjugação nos mostra, “qualquer do povo poderá”.

A obrigação de prender fica sempre a cargo das autoridades policiais, que têm o dever de prender, pela função específica que exercem.

É claro que o melhor a se fazer quando presenciares um crime é sempre acionar a polícia militar, pois é muito perigoso se arriscar a prender alguém.

Não vá se arriscar por aí, meu caro leitor. O artigo é apenas informativo e a título de curiosidade. A nossa polícia é extremamente competente, preparada e treinada para isso.

Espero que tenham gostado. Um abraço e boa semana para todos.

Escrito e publicado em 30/01/2017

Tags: Direito Criminal Advocacia Criminal Advogado Criminalista

Mais Artigos que podem te interessar

Assine nossa Newsletter

Receba em seu E-Mail conteúdo de Qualidade?